Qual sua Sombra?

03/07/2017

Entendendo como manifestamos nossas emoções e buscando a integração da nossa luz e sombra chegamos à tão procurada maturidade emocional​.​

Descobri minha Lilith, minha sombra e com isso encontrei minha força. Descobri que meu monstro escondido não era um monstro! A Lua Negra mostra onde podemos deixar que a Totalidade fale dentro de nós. Nos tornarmos inteiros, integrando nossa Luz e Sombra. Nos apoderando de quem somos.

"Aquilo que você não consegue co-existir não o deixará existir." Carl Jung

Como uma boa sagitariana que sou, sempre tive muita dificuldade em lidar com o lado negativo, mas o excesso me levou a bloquear o "lado negro" da vida, do mundo e principalmente de mim mesma!

Tudo aquilo que me irritava nos outros, tudo aquilo que eu excluía da minha vida, se incluía automaticamente sem que eu me desse conta, em situações onde eu era confrontada com aqueles comportamentos.

Em 2014 o Universo me levou para situações e pessoas que tocaram com muita força nessa sombra que eu tanto queria esconder.

Após a quebra de uma relação de forma extremamente dolorosa para mim, tive que olhar para os monstros escondidos no meu armário... cheguei a ter úlceras nas córneas... pela irritação, pela raiva e por não me achar pronta para ver o que eu precisava ver.

​Em nosso mapa de nascimento a Lilith ou Lua Negra descreve tudo aquilo que procuramos não enxergar, mesmo sabendo que existem, mas que se encontram escondidas em algum lugar do nosso inconsciente, um impulso primitivo que se encontra muitas vezes negligenciado e não verdadeiramente reverenciado.

Ela tem relação com a Lei do Pertencimento das Constelações Familiares: tudo e todos têm igual direito de pertencer. Se excluímos algo em nossa vida, sejam situações, emoções, pessoas, comportamentos, um desequilíbrio acontece e um efeito colateral é gerado.

A Lilith nos lembra aquilo que jogamos em nosso inconsciente por considerarmos proibido, pecaminoso, errado.​

Ela é nossa pequena Ovelha Negra da família Solar, ou seja, mal compreendida se observada discriminadamente, mas extremamente positiva se considerada como a força da independência, do desapego, amadurecimento e reverência ao poder feminino.

O signo e casa onde ela se encontra no Mapa devemos mais do que nunca reavaliar nossas atitudes e comportamentos. Representam tudo aquilo que precisamos integrar dentro de nós e assim reconquistar nosso lugar no paraíso!

Entendendo como manifestamos nossas emoções e buscando a integração da nossa luz e sombra chegamos à tão procurada maturidade emocional​.​

​Descobri minha Lilith, minha sombra e com isso encontrei minha força. Descobri que meu monstro escondido não era um monstro!

A Lua Negra mostra onde podemos deixar que a Totalidade fale dentro de nós. Nos tornarmos inteiros, integrando nossa Luz e Sombra. Nos apoderando de quem somos.

Aqui cabe a vida ou Universo nos colocarem situações até que consigamos integrar nossa Sombra... olhar para ela e deixá-la co-existir conosco, até que um dia sem nenhum esforço, nos tornamos Um e tudo se dissolve.

Aonde houver imaturidade haverá frustração, negação ou inibição. Apenas observe, aceite, acolha, integre. A partir daí tudo se dissolverá...

E v​ocê está pronto para integrar sua luz e sombra?


Aqui algumas dicas e exercícios sobre o Tema:


Observe

- O que te irrita?

- Você carrega algum rancor ou ressentimento nos seus relacionamentos?

- Está afastado de alguma pessoa no momento?

- Qual foi a última vez que você explodiu ou se afastou de alguém por causa da raiva? A. Qual foi o estopim? B. Levando em conta o que você sabe agora, como lidaria com a mesma situação no futuro?

- Faça uma lista de pessoas com as quais você deveria reatar, pessoas com quem está zangado ou que estão zangados com você.

- Observe sua raiva, sinta-a, observe como sua energia pode estar sendo bloqueada pela irritação. Respire, movimente-se, deixe essa sensação ir.

- Observe o que a irritação que sente move em você? O que está desalinhado que precisa ajustar?


Identifique

- Alguém em sua família foi excluído ou não incluído, independentemente do motivo?

- Você percebe em você ou em alguém de sua família, uma sensação de que falta alguém?

- Percebe-se com frequência sentindo-se sem um lugar que seja seu ou uma sensação de não conseguir se realizar em algum aspecto da sua vida?

- Existe alguma situação não aceita ou colocada em segredo em sua família ou por você?


Agora reconheça e acolha

- O processo começa com o reconhecimento de seus sentimentos indesejados, trazendo-os à superfície. Agora se desprenda de toda a negatividade.


Abra mão do julgamento

- Todas as emoções são válidas, de uma maneira ou de outra. Mas, quando você acrescenta o ingrediente do julgamento próprio, qualquer emoção pode ser danosa.